Tecidos para o verão: Veja quais os melhores tecidos para a estação

Tecidos para o verão: Veja quais os melhores tecidos para a estação

O verão é aquela época do ano em que o frescor está em tudo: roupas soltas, com tecidos que não nos sufoquem, bebidas refrescantes e uma brisa que leve o calor embora. Primeiramente, podemos imaginar que basta vestir roupas mais curtas e com menos camadas e pronto, tudo estará resolvido. Na verdade, não é bem assim. Nem sempre é possível se vestir com peças mais curtas. No entanto, embaixo do sol escaldante, deixar a pele totalmente exposta também não é a melhor opção.

Tecidos podem se tornar as estrelas que vão ajudar o corpo a se livrar do calor e a evaporar a transpiração, mas podem também ser vilões terríveis que vão te fazer ficar suado, guardar odores não tão agradáveis e ainda prender o calor no seu corpo, o que gerará mais transpiração. Como escolher tecidos que funcionem para te ajudar a ter um verão mais fresco? Acompanhe as dicas abaixo!

Foco nos tecidos naturais

Tecidos naturais são, de modo simplificado, aqueles nos quais suas matérias-primas vêm praticamente direto da natureza para a roupa. Nessa categoria entram o algodão, o linho e a seda. Tecidos feitos a partir dessas origens têm fibras mais abertas, que auxiliam na evaporação do suor e no equilíbrio térmico entre o corpo e o ambiente. Assim, o calor não fica retido no corpo e a roupa consegue ficar mais tempo com os aromas agradáveis de lavanderia.

Tecidos para o verão: Veja quais os melhores tecidos para a estação

  Existem alguns tecidos artificiais que podem ser utilizados sem medo, como o tencel, que também tem origem na natureza, a partir da celulose. Tecidos que devem ser evitados são aqueles que são artificiais desde a origem, como o poliéster, o elastano e a poliamida. Quem gosta de praticar esportes pode ficar decepcionado, pois tecidos feitos com esses materiais costumam ser mais elásticos, o que facilita a prática esportiva. O problema é que eles são exatamente o oposto do que procuramos: bloqueiam a transpiração e ainda podem causar atritos com a pele que, em casos extremos, podem virar assaduras. É melhor deixá-los para serem usados nos dias mais amenos.

Confira a etiqueta

Agora que você já sabe que deve procurar tecidos feitos a partir de elementos naturais, e evitar os que são baseados em produtos sintéticos, então é hora de ficar atento sobre onde encontrar esses tecidos. Ao comprar suas novas peças para aproveitar a estação mais quente do ano, não deixe de conferir a etiqueta da peça. Lá, você pode encontrar informações valiosas. Existem alguns tecidos, por exemplo, que são fabricados com uma mistura entre algodão e poliéster. Nesse caso, vale a pena observar a porcentagem da composição e escolher o que tiver mais algodão.

Outras infinitas possibilidades de mistura são possíveis. Lãs costumam ser misturadas ao algodão em algumas peças e, neste caso, a regra da origem natural ainda é válida, pode comprar sem medo. Nos dias mais quentes, você pode evitar instintivamente tecidos que forem mais grossos, como o moletom. A etiqueta dele deverá mostrar que, apesar da grande quantidade de algodão, ele também tem bastante poliéster.

Tecidos para o verão: Veja quais os melhores tecidos para a estação

Preço e estilo não são problema

Ao escolher suas novas roupas de verão, você verá que existem opções em muitas faixas de preço, e que existem uma infinidade de roupas feitas com os tecidos de algodão, de linho ou de seda. Entretanto, são tecidos extremamente comuns. Roupas de algodão costumam ser mais baratas. As de seda, nem tanto. Portanto, em todo caso, pensar as ocasiões pode te ajudar a escolher o tecido ideal para os dias mais quentes. Mas, uma camisa de seda pode ser elegante para um dia de trabalho. Uma calça de linho pode funcionar muito bem em eventos ao ar livre. Roupas íntimas de algodão são um alívio em meio ao calor. Na praia, biquinis e bermudas pedem a leveza desses ou de outros tecidos que tenham fibras mais soltas e origem natural.

Por último, como dicas extras para aliviar o calor, avalie a peça em si. Aquelas compostas com poucas camadas, sem sobreposições e que permitam o fluxo de ar são ideais. O corte pode ajudar a potencializar os efeitos refrescantes do tecido eleito. Observe ainda o peso da roupa. Se ela for mais pesada do que outras indicadas para o verão, mesmo feita a partir dos tecidos apontados aqui, fuja dela. É provável que ela seja grossa ou feita com menos espaços entre as fibras. Isso impactaria na evaporação do suor e na retenção do calor. Em resumo, para te ajudar a identificar os tecidos ideais, pense sempre na origem dele, confira sempre na etiqueta da peça a composição dela e imagine a ocasião em que ela será usada. Com essas dicas simples, seu verão será muito mais fresco!

Quer mais conteúdos como esse? Então acesse nosso blog e confira!

Leia Mais

Open chat
Olá, podemos ajudar?